Margens do Rio Casqueiro em Cubatão retém poluição há décadas

O bairro Jardim Casqueiro pertence a cidade de Cubatão e faz divisa com Santos e São Vicente através do Rio Casqueiro. O loteamento iniciou na década de 1950 mas o problema tem início na década de 1970 no auge da industria que se instalava em Cubatão sem o devido cuidado com o meio ambiente. A cidade recebia industrias que aqueciam o polo industrial de Cubatão e a região do Porto de Santos, porém, às margens do Rio Casqueiro, na margem de Santos foi instalado um zoneamento de aterro sanitário que recebia detritos e lixo de maneira incorreta, além de novos moradores de palafitas, em sua maioria pescadores locais e novos moradores que contavam com precário sistema de coleta de lixo na margem de São Vicente e Cubatão. Devido ao problema do lixo alguns moradores da Vila dos Pescadores foram obrigados a construir novos barracos irregulares na Vila Siri fato alarmante pois não havia saneamento básico nos aglomerados que se estendiam até às margens do Rio.

Na década de 1990 o bairro de Cubatão, Jardim Casqueiro era uma zona residencial promissora ligada através da Av. Brasil marcada pelo comércio e Av. Beira Mar que possuía casas de padrão médio e alto que se estendiam até o novo bairro Ponte Nova ocupado por trabalhadores da industria e munícipes interessados em qualidade de vida. De fato, o bairro está localizado numa área privilegiada com fácil acesso as principais rodovias do eixo Santos-São Paulo e possui grande área de lazer que sempre foram os pontos positivos para os moradores. Há décadas, no entanto, obras de infraestrutura e urbanização são feitas e refeitas logo em seguida devido a qualidade ruim dos materiais, mudanças de governo ou projetos mal executados, e, ainda, o atraso e abandono de obras públicas.

Para a economia representou um atraso histórico pela própria evasão de recursos que poderiam ser gerados se o turismo, ecoturismo, pesca, gastronomia fossem explorados no local fortalecendo novos negócios para a cidade e região.

Mais sobre o assunto você encontra aqui